coisas de outro patamar

Se virem uma estrela cadente a passar pelo vosso telhado, ou virem a Lua a espreitar, tímida, por entre os estores e cortinas da vossa janela, digam-lhes olá. Saibam que é possível contar uma história de encantar a partir de um simples, pequeno, e contudo tão poderoso olá.

É assim que, após refletir um pouco mais nos meus objetivos de vida a curto, médio e longo-prazo, tiro do ar o Vou Conversar e Beber Chá com a Lua para o Telhado - o meu projeto pessoal e paralelo de histórias aqui na blogosfera. 

No entanto, saibam que o faço na tentativa de, de alguma forma, o trazer para outro patamar: para o papel. Isso mesmo: para o papel! Pelo menos, foi esse o sonho que sussurrei às estrelas quando as vi da última vez junto à Lua. Faço-o, pois, e mesmo que não dê em nada de concreto, tendo em vista nem que uma tentativa de puxar mais pela minha dedicação à escrita criativa, materializando-a num projeto mais aproximado a uma das grandes metas que tenho para o meu presente e futuro: criar livros. Nem digo publicá-los, mas sim ter o prazer de os construir. Afinal de contas... não é isso o que mais apaixona os enamorados pelas letras? Construir mundos dentro de um outro que é este onde estamos? Julgo que sim; (não) temo que sim.

Sem comentários:

Enviar um comentário