quinta-feira, 15 de junho de 2017

descobri a pólvora, capítulo ii

ainda não disse aqui: mas foi agora, nestes últimos dois meses, que comecei a gostar do estágio. isto porque apercebi-me que sempre gostei; nunca gostei - nem gosto - é da pressão que ponho em cima de mim. mas para ela já tenho uma história que me vou cantando, e que me vai embalando até adormecer todos os nervos. chama-se o drama, o horror e a tragédia. quando me lembro que cada fanico de ansiedade  é, apenas, a minha cabeça a fazer das suas, dizer para mim mesma que lá está o drama, o horror e a tragédia ajuda imenso - milhões. e assim se evitam, de facto, os dramas, os horrores e as tragédias. e assim se semeia o amor, a compaixão, a paz, a satisfação.
[obrigada pela dica, cv.]

Sem comentários:

Enviar um comentário