sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

«Ao encontrarmos no desconhecido os outros que já conhecemos, podemos presumir-lhe o pensar e o sentir, podemos prever as suas ações. Sossegamos em relação ao desconhecido quando o inscrevemos num estereótipo, ainda que ele continue durante muito tempo, talvez para sempre, desconhecido.»

- por Dulce Maria Cardoso in Uma dor tão desigual

Sem comentários:

Enviar um comentário