quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Querido Outono, Que Um Dia Chegarás

Sempre tive a primavera e o outono a competirem pelo pódio da minha estação do ano favorita. Mas tenho preferido o outono, apercebo-me - é nele que poisa o meu sonhar ao vento e embalado nas folhas alaranjadas que esvoaçam; é nele que me sento a pensar comigo mesma enquanto se entrelaçam os meus cabelos e as frescas brisas embatem e acordam o meu rosto; é nele que crio histórias e recordo memórias e, de uma forma ou de outra, sei agora, é onde me nasce o amor. Na primavera também encontro poemas e flores, mas é no outono que a chuva mais me canta e o sol me acalenta; é no outono que o frio se mistura com o quente, e onde o equilíbrio procuro e em algum recanto o vejo estabelecido.

Sem comentários:

Enviar um comentário