sábado, 27 de agosto de 2016

Ora não me digas


Batam palmas face à "descoberta" do ano: sou mais produtiva com o Facebook desligado. Já tenho uns bons parágrafos acerca de Bruxelas escritos e hoje ainda peguei um bocadinho num dos meus livros antes de almoço.
Por muito tentador que seja e que quase todos gastemos (grande) parte dos nossos dias nessa rede social afamada, a verdade é que esta está armadilhada e bem armadilhada - cheia de atrativos dos quais o bom animal que é o ser humano vai atrás quase sem pensar, muitas vezes, aposto, arranjando desculpas esfarrapadas que diz a si próprio sem quase notar que o está a fazer (do tipo "deixa só cá ver como isto vai", entre outras). Why are we so dumb?

Sem comentários:

Enviar um comentário