domingo, 1 de novembro de 2015

Outubro foi...

01/10. Dia mundial dos veggies.

02/10. Saída mais divertida de sempre! Bowling com o 
Arlindo, ganhei eu. Ele ganhou o jogo dos discos (aquele que 
é um campo de ar em que um disco vai de um lado para o outro).

03/10. Jantar de família da parte do avô materno. Somos 
mais primos do que eu sonhava! Já sabia a minha família gigante 
da parte do meu pai, não a sabia assim da parte da minha mãe. 

04/10. Legislativas: assunto do dia, da semana, do mês.

05/10. Dias outonais, dias de mudança... Uma vez mais.

06/10. Ter de conduzir a quantidade gigantesca 
de trabalho a um ritmo meio que acelerado.

07/10. Tentando capturar o meu lugar no horizonte ao fundo.

08/10. Ver algo a florir.

09/10. Não me importar nada vezes nada de chegar mais 
tarde a casa. «Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada 
vira dia, quarta-feira vira sábado, e um momento vira oportunidade».

10/10. O meu quarto em casa do meu pai 
sofreu uma renovação zen.

11/10. Orelhas-coração.

12/10. Lágrimas-coração.

13/10. Retomar de punho e de garra. Vencer medos. 
Aniversário do Ti à beira-rio (quão eu gosto do rio ♥).

14/10. Imersão na confusão do mundo cor de rosa.

15/10. Servir-me do backup de chocolate negro 
nos dias mais exaustivos.

16/10. Dia de corridas: levantar o kit da mini-maratona e 
procura desenfreada por dois casacos para o inverno. 
Paragem para almoço com a prima Lara no Frankie, 
dar um olá ao Arlindo no final do dia e seguir para a 
escola de condução marcar aulas. Chegar a casa exausta 
mas com tudo o que tinha planeado para o dia conseguido!

17/10. Aperceber-me de que ter um dossier por semestre
resulta para a licenciatura mas é uma utopia em mestrado.

18/10. Mini-maratona!!! Finalmente o dia chegou!
Cerca de seis quilómetros feitos em quarenta minutos 
sem parar. Agora é treinar para conseguir correr doze! 
Um dia corro a meia.

19/10.  Não ter a aula da tarde e ir estudar 
para o Mc com a Nês, a Rute e a Rita.

20/10. Metáforas nos pacotes de açúcar que 
adocicam o dia.

21/10. Ir para casa com o beijo de sorrisos parvos no rosto.

22/10. A selva.

23/10. Pintar as unhas à francesa da parte 
da manhã (para quem nunca tinha pintado 
antes, até acho que não me saí nada mal...); 
esperar que o amor chegasse à tarde.

24/10. Dar com um prédio super cor de rosa!...

25/10. Trabalhar à secretária com o som da chuva a cair 
lá fora, noite fora. Queridas memórias.

26/10. Apanhar a minha mãe a inventar um emblema 
para me dar.

27/10. Dias ensonados. Mal abrir os olhos para 
conseguir trabalhar, e o Yeti a ressonar aos meus pés.

28/10. Rir até mais não com a Nês e com 
a Rute no caminho para casa.

29/10. Espírito de Halloween no melhor ginásio do 
mundo - o meu, pois claro.

30/10. Jogar às cartas com amor.

31/10. Jantar de aniversário da Cata num Indiano-Italiano.
Gostar de uma janela por cima do restaurante 
e fotografá-la porque sim.

Sem comentários:

Enviar um comentário