domingo, 11 de outubro de 2015

07. Pé de vento

Eu bem que me contive para não fazer um pé de vento na escola de condução até agora. Tentei ser compreensiva e paciente com todas as situações que me foram apresentado como desculpa para a impossibilidade de marcar mais aulas na rua até hoje. Mas já enchi o saco. Faz hoje exatamente um mês desde que fiz o exame de código e num mês ainda só tive cinco aulas. Cinco. Uma por semana - na semana passada duas no mesmo dia -, quando na semana antes do exame de código, como era obrigatório eu ter x aulas antes de o fazer, não houve dificuldade nenhuma em marcarem três numa só semana. Esta semana que vem não tenho nenhuma - o instrutor vai de férias outra vez, alega a senhora da secretaria. Está. Esperem só até sexta-feira à tarde quando lá for pessoalmente marcar as próximas aulas. Se me vierem com porcariazinhas outra vez, e ainda para mais usarem o meu horário de disponibilidades como desculpa como já tentaram fazer para ver se pegava (porra, vão-me dizer que marcando eles aulas das sete da manhã à meia-noite e tendo eu quinta, sexta e sábado totalmente livres que não me conseguem encaixar em lado nenhum?), venha daí o livro de reclamações. Sou boazinha q.b., até gozarem com a minha cara por acharem que isso também significa que nunca vou exigir os meus direitos. O mal disto é já ter a carta toda paga, quanto é que apostam?

Sem comentários:

Enviar um comentário